21 de ago de 2010

Gatos *-*


Fofuras gamantes *-*

Fala sério, não é a coisinha mais foofa ? Claro que é '-'
Além de irresistíveis, são muito espertos, rápidos e possuem um senso incrível. São curiosos por natureza, e amam brincar. Mas quem tem ou teve vários gatos, sabe que a personalidade de um para outro varia muito. Há gatos mais brincalhões, bagunçeiros e etc, e há gatos mais calminhos, que amam carinho e dormir.

Você sabia que gatos podem ver espíritos ? Aham, sério mesmo. Quem tem gato já deve ter percebido quando ele para e olha fixamente para algum local da casa. Geralmente esse lugar é em cantos, em baixo de móveis ou no canto do teto. Como eu disse antes, eles possuem um dom de sensibilidade, e isso pode ser percebido com facilidade. Gatos são animais misteriosos, embora sejam brincalhões e fofos, há muitas coisas que eles também fazem. Os gatos eram animais egípcios, o que diz a história é que esses gatos eram reencarnãções de Faraós, que após a morte, reencarnavam como gatos.

Não só simbolo egípcio, este animalzinho é simbolo de bruxaria também. Acredita-se que antigamente eram vistos como o simbolo da maldade e da feitiçaria, pois eram atravéz de seus olhos que bruxas faziam rituais. Daí vem a superstição mais famosa: Gato preto. O que é realmente uma bobagem, afinal todos os gatinhos são iguais, e isso é uma tremenda bobagem!

Mas em fim, quem tem gato se diverte muito com esse bichinho. Porque apesar de toda sua história, não deixa de ser um animalzinho de estimação mais fofo do mundo *-*

11 de ago de 2010

Desilusão ou Decepção ?

Quem nunca se iludiu, que atire a primeira pedra!


          Lá vem eu denovo com essas histórias :P. Mas é que, desta vez, por experiência própria, eu percebi que quando o assunto é amor e não dá certo,  talvez o que realmente passamos seja uma decepção, claro que logo vem a desilusão, mas o sentimento que mais passa é a decepção.
          Pois veja, quando gostamos de alguém, queremos, idealizamos e principalmente imaginamos situações ao lado da pessoa, em fim, sonhamos! Mas o problema é quando a pessoa que amamos não corresponde da mesma forma. É por isso que quando acontece algo diferente do esperado, nos sentimos muito mal. E de fato, porque quando estamos precisando de alguém, esperamos uma certa atitude e o que acontece na verdade é que o ser nem se quer percebeu, não é mesmo? É que quando gostamos de alguém, desejamos que a pessoa esteja sempre por perto, queremos nos sentir queridos e protegidos por esse alguém. E concerteza vamos querer passar todos esses sentimentos para ele(a) também. Por isso nos decepcionamos, pois nos iludimos.
          O problema aumenta quando não sabemos o que está se passando. Há casos em que pensamos que estão gostando da gente, quando na verdade confundimos o sentimento da amizade com o da paixão. Ou então, os dois estão afim, mas nenhum pode admitir. Há um filme, que conta uma história meio parecida, "Orgulho e Preconceito", eu recomendo. Basicamente conta a história de duas pessoas completamente diferentes e que um deles precisa ceder para que saiam do zero à zero.
          Bom, concerteza os romanticos sofrem mais, pois quando amam, não medem esforços para fazer bem ao outro, e isso pode complicar. Ainda mais quando envolvem tímidos e românticos. O que acontece na verdade, é o medo do "fora"; e isso é um problemão quando se é tímido, eu conheço vários casos de pessoas que perderam grandes oportunidades por timidez (eu sou uma delas), mas também conheço vários casos de pessoas que foram atráz do que queriam, e conseguiram *-* E só pra concluir, vou deixar um recado para caso tiver alguém aqui que sofra com isso. Se não foi, não era para ser, e o que é nosso, está guardado .-.

3 de ago de 2010

O Equilíbrio *



Até que ponto devemos chegar quando o assunto é AMOR?


Todos nós precisamos de amor. Precisamos de algo ou alguém para amar. O ser humano é movido sim, por alguma paixão; ele precisa de algo para incentivá-lo a viver bem, ou seja, precisa amar. E não importa, seja amar uma pessoa, ou então seu talento; só que com uma moderação.

O problema é quando isso se torna um vício, uma obsessão. Talvez nem percebemos quando deixamos algo assim acontecer, mas provavelmente já passamos por isso; e se não passamos, concerteza passaremos! Afinal, quem nunca teve uma paixão de enlouquecer? (em minha defesa, não é assunto de experiente, mas eu conheço vários casos, rs).

Mas assim como tudo que é bom tem seu lado ruim, amar também tráz seu gostinho amargo. Se tem alguém na face da Terra que nunca se iludiu e caiu feio por essa palavrinha: amor, é muita sorte! Só que por um lado, temos sorte, pois eu costumo pensar da seguinte forma: "se não foi, não era para ser"; então isso me leva a acreditar que cada desilusão que eu passo, é um caminho mais rapido para chegar ao meu verdadeiro amor. E também é errando que se aprende, de fato; então se alguém passa ou passou por isso, concerteza vai ter um certo receio de fazer algo denovo, então ele vai ter medo de se arriscar e se amagoar novamente; mas acredite, esses que não se arriscam, tem mais chances do que os que têem coragem!

O verdadeiro equilíbrio está entre ter um amor e amar a sí próprio. Sem exageros em ambos os lados! Afinal, amar alguém de mais é uma Obsessão. E amar só a sí próprio é ser egoísta.
Como eu sempre digo, amor e ódio andam de mãos dadas.