5 de set de 2010

Amor Platônico ?



Poxa, será que ele(a) não vê que eu estou aqui ? ><


É. Amar é simplesmente umas das melhores coisas que existem, e nos faz muito bem. É ou não é ? Desde que somos amados da mesma forma; desde que somos correspondidos; desde que tenhamos certeza de que estamos no caminho certo, em fim.

O ideal é: ter certeza do que está se passando. Como? Pense se vale a pena investir nesse relacionamento; se você está realmente apaixonado(a) para se submeter a uma possível declaração; procure saber se ele(a) está no mesmo clima (se corresponde a gestos que você já fez; aceitou um convite ou fez um para você)..em fim. Pese os dois lados. Não confunda admiração e "gostar", com estar apaixonado; amar. Acredite, muitas vezes pode ser uma precipitação errada do coração, e assim, quando não sabemos diferenciar os sentimentos, isso pode ir muito longe, a ponto de o sentimento "desilusão" vir à tona ;)


"Será que ele(a) gosta de mim?"; "Será que estou me precipitando?"; "Será que ele(a) está com vergonha de falar?"; "Será que o(a) amo de verdade?"


São muitas as perguntas que passam por nossa mente nesse estado. E essas perguntas confundem mais ainda nosso coração; e elas as vezes são tantas e tão intensas, que nem mesmo conseguimos ouvir o que o coração realmente quer (embora ele sempre nos prega peças quando o assunto é amor) !!

O problema é quando essas dúvidas tornam-se grandes demais, a ponto de nos deixar tão desesperados, que chegamos a desistir ou botar tudo a perder, não é mesmo?

"Ah, mas eu tenho vergonha"
"Ah, ele(a) não deve ligar para mim"
"Ah, ele(a) gosta de outra(o)"
"Ah, ele me acha feio(a)"
e blá, blá, blá...

Essas são umas das coisas que mais falamos (pincipalmente quando se é tímido). Você pode não acreditar, mas são simplesmente asneiras que o nosso próprio cérebro inventa, fazendo assim, termos medo de uma possível declaração ou algo parecido.
Vou explicar o porquê.

Veja bem, uma situação parecida, é aquela famosa insegurança ou aquela ansiedade antes de uma prova, uma entrevista de emprego, um seminário, uma apresentação, ou até mesmo um encontro, que está relacionado à paquera. Você percebe que fica tenso, e o que mais vem em mente é: "não vou conseguir"; "vou ficar nervoso(a)"; "ele(a) não vai gostar de mim"; "o que vou falar?"; "o que vou vestir?" etc etc...Isso é simplesmente uma bobagem, pois o que você precisa, é ter confiança !

Com confiança, você consegue resolver a grande maioria dos seus problemas, inclusive falar com clareza pro(a) seu/sua paquera suas intenções :)

"Ah, mas eu não consigo ter confiança". Bobagem, qualquer um consegue ter confiança. A menos que você sofra com problemas intensos de auto-estima, no caso, você precisa da ajuda de um psicólogo, por exemplo. Mas se não for o caso, não há com o que se preocupar. Assim que o seu cérebro começar a querer "te boicotar" com as perguntinhas irritantes , simplesmente responda para ele: "Não preciso desta informação. Obrigada". Pode ter certeza que vale a pena!




Bom, no próximo post ,eu prometo (yn* colocar umas dicas de paquera, que são infalíveis ;*