27 de dez de 2010

A EDUCAÇÃO vem de berço.


Como será o Futuro com esta nova geração ?

(Não Generalizando)

Os jovens de hoje são grandes motivos para uma preocupação futura.
Digamos que quem "tenha os pés no chão" entenda o que quero dizer.
Estes dias parei para pensar qual o motivo de tanto caos - violência entre pais e filhos; crianças envolvidas com traficos de drogas; até mesmo o atual assunto bullyng; entre outros - e então cheguei a uma possível resposta.


Parece-me que toda a moralidade dos pais sobre seus filhos em relação à autoridade vem diminuindo. E podemos ver que realmente houve esta mudança, e infelizmente estamos vivendo esta "era".

Veja bem, se perguntarmos para nossos avós como era o dia-a-dia com seus pais, com toda certeza iremos ouvir algo parecido com isso: "Em minha época os pais tinham mais autoridade[...]"; "a educação, tanto em casa, quanto na escola, era mais rígida"; e em fim.
E o interessante é que, jogando uma média, estamos falando entorno de 50 ou 60 anos atráz, então de fato, podemos ver o quão rápido houve esta mudança, e claro, é uma coisa lamentável.

Então eu pergunto, qual o motivo dessa decadência?
E diante dos fatos, ouso dizer que, em meu ponto de vista, o que falta é exatamente isso, autoridade dos pais sobre os filhos.



Uma das palavras que fazem uma grande diferença é NÃO.
O não é a palavra que esta faltando no vocabulário dos pais hoje em dia para com estes jovens.  Daí essa desordem. E concerteza, se muitos tivessem escutado um não, muitos dos erros não teriam acontecido.

Realmente, isso me preocupa, porque tais situações só tendem a piorar com o passar do tempo. Então me respondam, como serão os filhos destes jovens? E quem é que vai "segurar a barra" quando tudo estiver perdido?


Reflitam.

1 de dez de 2010

Classe Social X Relacionamento Amoroso


Diferença em Classe Social implica em um relacionamento?


Para começo de conversa:

Há alguns dias atráz, estava conversando com uma professora sobre este assunto. E começamos à discutí-lo mais a fundo. Ela então afirmou que jamais pode haver um relacionamento entre um pobre e um rico, e que as chances disso acontecer são muito pequenas, quase impossíveis.

Olha, eu particularmente, discordo. Como impossível?

Acredito que o amor não está em dinheiro, classes sociais e blá blá blá, afinal, todos somos iguais e ele esta dentro de nós.
Mas é aquela coisa, o amor não tem hora nem lugar para acontecer, e acredito muito em destino, então por exemplo, você pode estar em um certo lugar em tal hora e simplesmente esbarra com a pessoa da sua vida (ta, vemos mais em filmes; mas não quer dizer que seja impossível na vida real). Agora, só porque um dos indivíduos está a nível elevado de C. Social, o outro tem que esquecê-lo e procurar por alguém mais pobre? Como é que eles sustentarão a família? (haha, só pra descontrair ;x)

Não por questão de dinheiro, mas o amor tem que prevalecer, e isso é fato; E se por ventura um for mais rico, não tem problema começarem uma vida juntos. E nem devem se importar com o que dizem.

Ressaltando: " E nem devem se importar com o que dizem" . Quando o sentimento é verdadeiro, não tem porque um desistir do outro por intervenções de terceiros. Vejo que alguém que é capaz de jogar tudo fora por opiniões alheias não tem capacidade nenhuma de ser independente, e principalmente não tem condições de levar uma vida à dois, porque amar é exatamente isso, aceitar como é, respeitar e, acima de tudo, querer bem. A não ser que o sujeito queira viver da opnião dos outros, isto é, se conseguir, porque crítitcas e opiniões são tantas que se o mesmo não ficar doido, ele é muito bom ;D

Então amigos, diante dos fatos, o que vocês pensam sobre o assunto? Concordam comigo ou pensam como minha professora? :)