27 de set de 2012

É pedir muito?



O que mais fiz até hoje foi em demasiado dar carinho e amor à quem justamente não conhece desta façanha e acredito não ter recebido a mesma ou talvez quase nenhuma quantidade do mesmo em troca. É pedir muito ao menos metade de tudo que dei até hoje? 

Não é pedir muito. Apenas me acalantaria o fato de alguém que esteja disposto a me motivar a prosseguir. Que me faça acreditar que este amor ao qual chego a me referir com certa angústia está apenas encubado e pode, sim, ser libertado.

Almejo. Anseio. Meu âmago (mesmo que longe, muito longe, quase não posso ouvi lo, porém sei que está ali, gritando agoniado por atenção) clama por essa chama. Minhas entranhas estão completamente carregadas de um desejo profundo de amar e ser amada. Ouso propor que venha ser a faísca desse fogo ardente, que hoje  é cinza, em mim. 



                                                                          Laura B.

Um comentário:

Rafael Gageti disse...

Muito interessante, mas em minha opinião, bondade, carinho, amor, tem que se dar sem esperar nada em troca, somente assim pode-se alcançar a felicidade.

Não espere por nada, só assim irá se surpreender.

=)