30 de ago de 2015

Pazes com o Passado


Hoje eu gostaria de escrever sobre todas as pessoas que fizeram parte da minha história. Em partes distintas de época. Cada qual teve seu grau de importância em minhas experiências. 


Gostaria, principalmente, de me desculpar...


...Eu magoei muitas pessoas. Magoei muitos daqueles que fizeram parte da minha história em algum momento perdido no tempo. Nós dificilmente olhamos para nós mesmos e muito raramente para quem fomos nós no passado. Quantas vezes orgulhosos, mesquinhos, arrogantes demais para admitir nossas imperfeições e não perceber em companheiros de jornada o mestre que eles foram naquele período de tempo para nós. Preferimos culpá-los por nossos fracassos. Fracassos criados por nossa incapacidade de perceber o que de melhor há por vir. "Terminamos, a culpa foi dele!"; "Não somos mais amigas, a culpa foi dela!"; "Não tenho contato com parte de meus familiares, a culpa é deles!"...Ingênuos para o futuro, nos premeditamos com o presente e não ajustamos o passado como ele deve realmente ser. E assim vamos trazendo as bagagens pesadas, nos sobrecarregando de sentimentos passados e que por muitas vezes nem nos pertence e talvez nunca foram nossos de fato. Apenas fases...Aprendizados. 

Em minha jornada quase nunca fui capaz de admitir meus erros. Ora, prepotente demais para se responsabilizar pelas minhas más inclinações e atitudes. Egoísta demais por pensar somente em mim o tempo todo, preferindo, covardemente, culpar o próximo por minha falta de experiência e maturidade e orgulhosa demais para dar o braço a torcer e dizer "Obrigada, apesar de tudo, por tudo o que fez por mim, aprendi muito! Não importa quem fomos, o que fizemos de nós, de nossa oportunidade e nem quanto tempo tivemos experiências, quero somente agradecer os ensinamentos que me proporcionou durante x período de tempo. Gratidão. Seja feliz!". 

Gratidão. Gratidão aos que me fizeram mais forte. Cada uma das pessoas que passaram por minha vida; boas ou ruins experiências. Sejam felizes! E me perdoem. Perdoem os julgamentos vaidosos, de presunção em relação a cada um de vocês. 

Saibam que mágoas e ressentimentos são aquela única laranja estragada da caixa, que prejudicam todas as outras boas laranjas. Assim são hoje meus sentimentos, mágoas e ressentimentos não fazem parte da minha caixinha de sentimentos bons. Deus os abençoe, que sejam felizes na jornada! Abraços fraternos, amigos e mestres da vida!


                                                                                                                               Laura Beatriz.


Trilha de reflexão: Guns N' Roses: November Rain ; Metallica: Nothing Else Matters ; Scorpions: Wind of Change

Um comentário:

Caio Alves disse...

Acho q td q eu escrevi ainda pouco naum saiu tava bem legal #chatiado rs, naum lembro exatamente a ordem do q eu falei aqui, primeiramente eu disse q iria ficar quieto, mas quem te conhece realmente sabe q o q vc fez ou faz naum eh por maldade, no tempo q eu te conheci naum vi nenhum tipo de maldade, possor dizer e ja me desculpando q as vezes eh meio ingênua e eu tbm, acho legal vc pedir desculpas para todos q passaram em sua vida, mesmo naum precisando para alguns vejo isso de uma forma como um acerto de contas com todos e com o seu próprio coração, apesar da demora eu consegui abrir meus olhos para um monte de coisa, mas infelizmente naum consigo pedir desculpas de forma direta ou indireta, mas acho q vc deve continuar do jeito q vc eh, pois tem muita gente q estar torcendo por vc pessoas próximas e distantes, vc naum precisa mudar em nada afinal vc ja tem o essencial q eh sempre buscar mudar o seu jeito de ser para melhor, beijos