23 de jan de 2016

Colheremos, se plantarmos


Se o ontem vai e não volta mais e o amanhã não existe, só temos o hoje e no máximo o agora. Portanto podemos notar que a vida na realidade é uma eterna colheita diária de sentimentos. E como estamos todos conectados, seria injusto o julgamento do que estamos colhendo, se todos acabamos plantando.

Essa ideologia do jardim, sementes e colheitas da vida tem me feito refletir positivamente sob aspectos que antes julgava como injustos e opressores quando aconteciam comigo.
Nós não podemos ter bromélias se não plantarmos bromélias. Não podemos ter rosas ou girassóis se não os plantamos outrora. Assim é a vida. Eu planto hoje, para colher amanhã. Se em meu ontem deixei passar a oportunidade de fazer uma boa plantação, provavelmente agora estarei colhendo  apenas insatisfação e arrependimento pela má escolha. E o recado da vida nesses momentos é basicamente um "é o que tem pra hoje".

Mas a notícia boa é que podemos mudar isso. Temos completo controle sobre nossas ações e resultados. Portanto, ao pararmos de nos colocar em posição de vítimas pobres e oprimidas e mudarmos de papel para os produtores de oportunidades, vamos notar que nada é injusto e que apenas ocorre a ação e reação da vida à todo tempo. 

Muda o jogo!

Nenhum comentário: