7 de jan de 2016

Não aceito pouco.

Sou 8 ou 80. Não sei não me entregar e nem mesmo aceito ser banida de fazê-lo. Se estou, estou de corpo e alma. Quando contrariada à isso, minha tendência é somente o afastamento. Me desculpe, ninguém nunca me ensinou ser metade e aceitar me contentar com metades. E jamais me diga "melhor ter meu pouco, do que não ter nada", porque meu amor próprio é suficiente para colocar um fim em qualquer coisa que não me convém. 

Nenhum comentário: